Neste Papo Reto, André Faria fala sobre Microservices e suas vantagens e desvantagens quanto a arquitetura Monolítica.

Apesar do modelo monolítico funcionar bem para pequenas aplicações, para aplicações grandes e complexas, ela torna-se um obstáculo ao desenvolvimento, implantação e dificulta a utilização de uma entrega contínua. Para grandes aplicações, faz mais sentido usar uma arquitetura de Microservices, que divide a aplicação em um conjunto de serviços.

As vantagens da arquitetura de Microservices são:

  • Serviços individuais são mais fáceis de entender e podem ser desenvolvidos e implantados de forma independente.
  • Eliminação dos Classpath Hell.
  • Adotar novas tecnologias e frameworks torna-se mais fácil, pois a adoção pode ser aplicada em um serviço de cada vez.
  • Gestão de múltiplos bancos de dado e transações.
  • Os testes ficam muito mais fáceis.

As desvantagens são:

  • As aplicações são muito mais complexas e constituídas por mais elementos.
  • Exige um alto nível de automação.
  • Gerenciamento de dados distribuídos.

Apesar dos obstáculos, a arquitetura de microservices é adequada para aplicações complexas e de grande porte que estão evoluindo rapidamente, especialmente para aplicações do tipo SaaS.

Assista a apresentação em video:

Confira os slides

Autor

Wilson Souza é Gerente de Marketing da Bluesoft. Formado e pós Graduado pela Instituição Mackenzie, possui também MBA pela FGV. Wilson tem mais de 10 anos de experiência na área de Relacionamento e Marketing, atuando em diversas áreas e segmentos do mercado.